Exposição TATUAGENS URBANAS E O IMAGINÁRIO CARIOCA no Museu Histórico Nacional

DSC04566
A arte de fazer calçadas desenhadas iniciou-se com os portugueses, que expandiram a tradição pelos países conquistados na era da colonização. A pavimentação, que ficou conhecida como “calçadas de pedras portuguesas”, se utiliza de mosaicos de calcário em sua estrutura e os desenhos ganharam as ruas da Europa e também das grandes cidades brasileiras.



O Rio de Janeiro possui 1,218 milhões de metros quadrados de calçamento em pedras portuguesas e os mais emblemáticos são o canteiro central da orla de Copacabana, projetado pelo paisagista e arquiteto Burle Max (considerado a maior obra de arte urbana em extensão) e o calçadão de Copacabana, cuja imagem é reconhecida em todo mundo. 
 
 
A exposição histórica conta com acervos de várias instituições, como o Museu da Cidade de Lisboa, Museu da Cidade e Castro Maya, além de registros relacionados aos calçadões de Copacabana e Ipanema. O módulo calceteiro, traz peças do acervo do Museu dos Moldes de Lisboa, além de fotografias e filmes de várias épocas; e o módulo imaginário carioca reúne objetos inspirados nas calçadas do Rio de Janeiro. 
 
A ideia da exposição nasceu do livro “Tapetes de pedra”, editado em 2010 pela pesquisadora e produtora cultural Renata Lima, coordenadora do projeto. Essa exposição é parte das celebrações dos 450 anos do Rio de Janeiro. 
 
TATUAGENS URBANAS E O IMAGINÁRIO CARIOCA
Museu Histório Nacional de 12 de julho a 01 de Agosto
Praça Marechal Âncora, s/nº
Próximo à Praça XV
Horários: Aberto ao público de 3º a 6º feira, das 10h às 17h30 e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h. Não abrimos ao público nas segundas feiras, mesmo que seja feriado
Ingressos : R$ 8,00 (oito reais)Aos domingos, a entrada é franca.
 
 
Clica na foto pra ver a gente no museu:
 

quero receber newsletter



No Comments, Be The First!

Your email address will not be published.